Filmes

Clique nas estrelas

Resultado 57 de 3.5 votos no total.

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro votar.

3.5
(57)

A fome que devora o coração

Mulher independente e solitária se contenta em ter pequenos prazeres em seus dias. Em uma noite, um encontro inesperado lhe dará acesso a outro aspecto de seu próprio eu.

CLASSIFICAÇÃO INDICATIVA 
Não recomendado para menores de 14 anos

GÊNERO 
Documentário

FICHA TÉCNICA 
Direção e roteiro: Raiane Ferreira
Ass. de direção Julia Neves
Direção de Produção: Amanda Fernandes
Ass. de Produção: Daniela Duarte, Julia Neves e Esther Arruda.
Direção de arte: Gabriela Nogueira
Ass. De arte: Rainha Alves e Clara Gomes
Figurino: Stephanie Reis
Maquiagem: Bel Mapurunga
Direção de fotografia: Vitória Régia
Ass. de Fotograifia: Hannah Troccoli e Nathania Rodrigues
Direção de Som: Letícia Belo
Ass de Som: Mariana Vieira
Montagem: Raiane Ferreira
Cor: Vitória Régia
Mixagem: Letícia Belo
Elenco: Priscylla Pinho, Victor Lancaster, Hilton Costa e Lila Almeida

FILMOGRAFIA DO DIRETOR
Raiane Ferreira é graduada em Audiovisual e novas mídias na Universidade de Fortaleza. É realizadora audiovisual nas funções de Direção, Roteiro e Edição. Seu atual trabalho é o curta A fome que devora o coração que participou dos festivais Cine Ceará 2020 na mostra Olhar do ceará, Ficca, Festival Internacional de Cinema de Caeté 2020 e Festival Primeiro plano 2020 e sendo premiado como melhor concepção sonora da mostra Mercocidades. Dirigiu o documentário Amor com cheiro de naftalina que participou da mostra CinEma da Unifor em 2017, da Mostra Cine Bodó 2016 em Manaus e Mostra Bons Ventos XII Curta Canoa 2017 e da ficção Náusea (Participou da mostra CinEma da Unifor em 2016, da Mostra Cine Bodó 2016 em Manaus e Mostra Bons Ventos Xii Curta Canoa 2017) Participou do percurso de Câmera de vídeo, na escola Porto Iracema das artes, onde realizou os curtas; “Água”; “Sangue”(tendo este participado do festival do minuto em tema livre em 2016); “Farpa”(que participou da mostra Cine Caolho em 2017); “Cine Sorte”. Dirigiu no curta “Gentilândia”, realizado no Preamar de Audiovisual na escola Porto Iracema das artes.

Siga nas redes socias